quinta-feira, 8 de abril de 2010

O Mistério da Atlândida, David Gibbins

Sinopse: Jack Howard, um arqueólogo com uma teoria especial sobre a localização da Ilha lendária, que já tantos tinham tentado localizar em vão, durante uma pesquisa submarina no Mediterrâneo tem a inacreditável sorte de encontrar um navio naufragado, onde abundam vestígios que remontam tão longe no passado como a quinze mil anos a.C. Entre a abundância dos tesouros resgatados encontra-se um maravilhoso disco de ouro delicadamente gravado com inscrições. Exaltado, Howard compreende que aquele disco misterioso pode ser exactamente a chave que lhe abrirá as portas da cidade perdida. Assim começa esta aventura que certamente fascinará o leitor tanto pelas descrições de uma civilização grandiosa e extraordinariamente avançada, como o empolgará pela inesperada intensidade da acção que desencadeia.

A minha opinião: Gostei muito do tema deste livro e parecia-me que ia ser bem explorado. No entanto, as minhas expectativas eram bem mais altas do que aquilo com que me fui deparar.

Misturando factos históricos com ficção, o autor apresenta-nos uma série de acontecimentos que remetem para o reino perdido da Atlântida. Gostei bastante da forma como entrelaçou os factos (que pude verificar na nota histórica) com os pormenores da descoberta da Atlântida (ficção). Sendo que foi bastante interessante conhecer alguns acontecimentos de há inúmeros séculos através da leitura deste livro.

No entanto, toda a acção que se desenrolou à volta da personagem principal e do seu caminho para descobrir o reino perdido, os problemas com que se deparou, foram bastante aborrecidos e quando dei por mim, já passava páginas, lendo na diagonal, apenas para perceber muito por alto o que acontecia. Isto, aliado ao uso de (na minha opinião) muitos termos técnicos em que eu já me sentia perdida e completamente desinteressada foram sem dúvida as razões pela qual não consegui desfrutar deste livro.

Infelizmente, apesar de até ter gostado dos pormenores arqueológicos para a descoberta e inclusivamente a Atlândida em si, todo o enredo à volta revelou-se muito aborrecido.

Classificação: 4/10 - Mau

4 comentários:

t i a g o disse...

Tenho o livro cá em casa, tanto nesta edição portuguesa, como numa tradução brasileira que o meu padrinho me ofereceu depois da visita a esse país. Curiosamente não li nenhum dos dois, até porque o meu pai entretanto começou a fazê-lo e desistiu por não ter gostado... e com mais esta opinião... não digo que não irei ler, mas vou adiar um pouco até que me dê vontade. :)

Boas leituras!

Jacqueline' disse...

Tiago, com tantos livros bons para ler, não te aconselho de todo a leitura deste livro, mas claro, nunca se sabe, até podes vir a gostar.

anaaaatchim! disse...

Eu faço parte do grupo de fãs de David Gibbins... leio palavra por palavra dos seus livros, e sinto-me arrebatada =)
Tenho pena que a Presença ainda não tenha publicado mais para atém deste e do Ouro dos Cruzados...

Jacqueline' disse...

Ana, desconhecia esse livro. Segue uma linha parecida a este? É que eu gostei muito de algumas partes, o thriller é que detestei :(