segunda-feira, 31 de agosto de 2009

O Filho das Sombras, de Juliet Marillier

Sinopse: As florestas de Sevenwaters lançaram o seu feitiço sobre Liadan, que, tal como a mãe, Sorcha, herdou, além do dom da Visão, o talento de curar e penetrar no mundo espiritual.Os espíritos da floresta avisaram Liadan de que deve permanecer, para sempre, em Sevenwaters, se quer que as ilhas sagradas sejam reconquistadas aos Bretões, que as tomaram à força.
A Irlanda está em guerra. Atacantes assolam as suas costas - e uma nova fé ameaça a velha, dividindo o seu povo. Neste cenário perigoo um homem é temido, acima de todos os outros: o Homem Pintado granjeou uma reputação terrível como mercenário feroz e astuto e, com um espantoso bando ataca aqui e ali com mão precisa, espalhando o terror por todo o lado e desaparecendo como por magia.
De regresso a casa, vinda de acompanhar a irmã, Lidan é capturada pelo Homem Pintado. Este revela ser um homem nada parecido com a lenda. Liadan sente-se atraída por ele, apesar da antiga profecia de maldição, mas poderá ela viver a sua vida e desdafiar os espíritos, ou uma maldição cairá sobre Sevenwaters devido ao seu amor proibido?

A minha opinião:
Juliet Marillier é, sem sombra de dúvida, uma escritora excepcional. Ainda não acabei de ler o terceiro livro, mas tenho a certeza que esta triologia vai ser uma das minhas preferidas. Eu adorei o primeiro livro, mas este não ficou muito atrás.

Identifiquei-me imenso com a personagem principal, Liadan. Eu já me tinha perguntado o que aconteceria se não respeitasse as regras do outro mundo, mas Marillier tem um dom para inventar uma história tão rica onde isso aconteça de uma maneira tão forte.

Liadan é a filha da personagem principal do primeiro livro, Sorcha. Através do seu maravilhoso romance com o Homem Pintado, somos surpreendidos com cada escolha que toma, com a sua maneira de ser. Mas esta não é um romance qualquer, é um romance forte, que nos prende até à última página.
A meu ver, bastante diferente do primeiro. Liadan tem poderes muito mais fortes que Sorcha e é muito diferente da mãe, e desafia as ordens das Criaturas Encantadas o que faz com que a história seja um pouco mais imprevisível e tenha mais acção.

Não me emocionei tanto como no primeiro livro, mas a nível de personagens, talvez este o tenha superado. O Homem Pintado é simplesmente fantástico. Adorei a história que Juliet escreveu para ele. Ela consegue juntar cada pormenor e deixa-nos sempre na expectativa. Fantástico o rumo que cada personagem seguiu. Fantástica a persistência, a teimosia, a autonomia de Liadan. Aconselhadíssimo.

Classificação: 9/10

[Edit: Acabei de ver a crítica do Tiago do blog Lydo e Opinado e lembrei-me que tive a mesma dúvida. Para aqueles que leram, quem acham que é O Filho das Sombras? Eu penso que é o Bran, mas às vezes pensei que era Ciarán...]

9 comentários:

Canochinha disse...

Ainda bem que gostaste :)

Quanto a quem é "O Filho das Sombras", a própria Juliet responde a essa questão no seu site:

Who is the Son of the Shadows?

According to the one reference in the book, it would be Ciarán - he refers to himself as a 'son of the shadows, condemned to walk in darkness.' He believes that, as the son of Lady Oonagh, he can never reach the culmination of druid wisdom, which deals with the ways of light. However, I think the description 'son of the shadows' fits Bran, who has spent all his young life dealing with the shadows of his cruel childhood. He can only emerge from them through his own courage, and with Liadan's love and strength. For me, Bran's story is the primary focus of the book. [...]

;)

Jacqueline' disse...

Obrigada Canochinha. Eu tinha a ideia que era o Bran, mas por causa do Ciaran dizer que era o filho das sombras fiquei na duvida... Agora já estou esclarecida :)

Diana disse...

Ai, ai, ai...tenho que me apressar mesmo a comprar esta trilogia! :)

Jacqueline' disse...

Diana, eu estou a lê-la da bibloteca e já me arrependi. Devia tê-la comprado :( Certamente irás gostar ;)

Laelany disse...

Eu também tinha a mesma dúvida :D Mas sim, é claro que é o Ciarán.

Jacqueline...como compreendo! Eu li os livros emprestados por uma amiga. E como me arrependo de não os ter comprado! Mas é certo que os vou comprar mais tarde.

Jacqueline' disse...

Também eu :) Não sei como, mas vinham novos! Devo ter sido a segunda pessoa a ler... É uma pena, até me admiro como e que esta escritora não tem ainda mais sucesso !

La Sorcière disse...

Olá!!!
Adorei a resenha! Estes livros da trilogia estão na minha lista de desejos!!!!
Bj

Carla Martins disse...

Olá!! Adorei a resenha...e a nota 9!!! Vão já para a minha lista!

beijos!

Jacqueline' disse...

La Sorcière, depois de leres, fico à espera da tua opinião :P

Carla, a nota apenas é um 9, porque eu adoro fantasia... Se também es fã, vais adorar de certeza :D