domingo, 18 de outubro de 2009

Os Filhos da Droga, Christianne F.

Sinopse: Esta história é excepcional e, ao mesmo tempo, de todos os dias. Fala-nos de relações familiares deformadas, da passagem da infância à adolescência num ambiente de cimento e consumo passivo, mortal para a fantasia, da falta de orientação dos adolescentes e do diálogo entre eles e os adultos.

A minha opinião: Li este livro de uma rajada. No entanto, parti um bocado céptica em relação a este livro. Principalmente por duas razões. Tinha lido há uns anos A Lua de Joana e não gostei, ainda que na minha opinião, o tenha lido muito jovem. A segunda razão é o facto desta temática e livros verídicos não serem de todo o que costumo ler. No entanto, um primo meu só leu um livro inteiro na vida, este, e isso deixou-me no mínimo curiosa.

O livro começa com a mudança de Christiane da sua aldeia natal para Berlim. Tinha 7 anos e não sabia como a sua vida ia mudar depois dessa viagem. Cedo apercebe-se que a sua vida não é o que esperava, e cresce num local completamente desprovido de alegria. Foi uma questão de tempo até se envolver com más companhias e entrar no mundo da droga. Depois, em pouco tempo, vai passando das drogas mais leves, às mais pesadas e acaba por prostituir-se para suportar o seu vício. Ao longo deste livro, vamos acompanhando a sua evolução naquele mundo e as suas tentativas de cura.

É um livro absorvente, e reflecte um pouco daquilo que era Berlim nos anos 70, a geração que cresceu com pais demaisado liberais, para contrariar a sua educação conservadora e os problemas da sociedade que não conseguia fazer frente a esta situação. Foi interessante compreender algumas coisas daquele mundo e das pessoas que fazem parte dele, desde a dependência física à psicológica.

Este relato é surpreendente, principalmente por se passar com uma rapariga tão jovem. Não foi um livro que me tocou profundamente, no entanto, houve partes que me sensisibilizaram e dificilmente esquecerei algumas coisas. Penso, que tal como muitos do género, devem ser lidos pelos jovens, de modo a que entendam um pouco do que é viver dependente da droga.

Classificação: 6/10 - Bom,mas deixa a desejar

(Mais uma vez chamo a atenção que esta classificação é meramente indicativa da minha apreciação enquanto livro. Reconheço que dentro da temática poderá ter uma classificação bem melhor)

16 comentários:

La Sorcière disse...

jacqueline, este foi um dos livros que marcou minha juventude. Fiquei tão surpreendida pela crueza dos relatos de Christiane, me marcou tão profundamente os estragos que as drogas fizeram em sua vida, que digo que este foi um dos fatores fundamentais para manter a mim, longe das drogas!! Faculdade, morar fora em república, fiquei ao lado de consumidores de drogas, mas sempre fiquei longe, não por falta de curiosidade, mas por verdadeiro PAVOR!!
Bj

Lia disse...

Ola!
Eu li este livro há muitos muitos anos e ADOREI. Como tu dizes, há partes que marcam mais que outras e ainda as tenho bem vivas na memória. 'A Lua de Joana' foi o meu primeiro contacto com livros deste tipo e como quase toda a gente, gostei muito. Seguiu-se 'Viagem ao Mundo da Droga' que embora seja um pouco diferente, acho que chega a superar 'Os Filhos da Droga'. A verdade é que não se consegue ficar indiferente a estes livros e todos os jovens deviam lê-los.

Beijos

Bia disse...

Oi Jac,
Amei esse livro. Foi o primeiro realmente "adulto" que eu li, com apenas 12 anos e já reli agora, depois de mais velha.
Quero que meus filhos o leiam e venham a conhecer a triste realidade das drogas, que só mesmo esse relato imperdível pode proporcionar.

Bjs e parabéns pela resenha!

Jacqueline' disse...

La Sorcière, aquilo que disseste foi uma das impressões que tive ao longo do livro. Não compreendo que quem o tenha lido, depois deste relato, tenha tido vontade de enverdar por aqueles caminhos...

Lia, ainda não li aquele que referiste, mas penso que vou esperar um bocadinho até o ler. Penso que o melhor é diversificar os géneros e agora apetece-me uma coisa mais alegre :)
No entanto, essa sugestão já está registada. Já agora, concordo completamente quando dizes que ninguém fica indiferente a estes livros...

Bia, não podia concordar mais.

Carla Martins disse...

Não li o livro, só assisti ao filme. é triste, é chocante, é forte, mas é a realidade! :(

beijinhos

O Cantinho da Mimi disse...

Olá...

Dá uma espreitadela no meu blog ;)
www.ocantinhodamimi.blogspot.com

Beijos*

Homem do Leme disse...

Li este livro na minha adolescência e gostei. Mas o que mais me marcou foi "Viagem ao Mundo da Droga" de Charles Duchaussois, também um relato verídico, contado na primeira pessoa.

Jojo disse...

Oi!
Há selinhos lá no meu blog!

Não conhecia o livro, mas vou estar atenta agora.

Bjoka*

Laelany disse...

Não conhecia este livro. Também li "A Lua de Joana" e gostei. Mas penso que teria apreciado melhor o livro se não o tivesse lido tão nova. De qualquer forma, ajudou-me a ter consciência do efeito nocivo e terrível do uso de drogas, e desde então nunca tive vontade de sequer experimentar.

Tens uma chuva de selinhos à tua espera no meu blog ;)

Papillon disse...

Querida Jacqueline como colega de trabalho vi-me na obrigação de comentar a tua crítica ao livro da Christianne. Sinceramente é um livro que eu detestei. Não me marcou de todo muito pelo o contrário senti uma grande repulsa pela futilidade e pela monotonia do assunto abordado. Considero que é um tema chocante e que deve ser transmitido aos jovens. Comparemos então; a Lua de Joana é um dos meus livros preferidos que me marcou de uma forma absolutamente irreal porque ao fim ao cabo é um espelho de mim. A forma como aborda o assunto é fenomenal e enriquecedor. Enquanto que os Filhos da Droga é livro como mencionei anteriormente extremamente monótono e sem interesse aborda o assunto de uma forma idiota e banal. Como referiu o Homem do Leme, A Viagem ao Mundo da Droga é livro bastante interessante. Isto são apenas alguns livros que abordam o mesmo assunto mas de uma maneira inovadora e que transmite uma mensagem forte.
Apenas uma opinião :)
Muitíssimo Obrigada a todos :D

Lia disse...

Tens uma montanha de selos a tua espera no meu blog

Beijos

Jacqueline' disse...

Carla, não vi o filme, o mais certo é desiludir-me :(

Homem do Leme, obrigada pela sugestão! Certamente será um dos próximos livros a ler.

Laelany, penso exactamente o mesmo.

Papillon, eu não achei o livro fenomenal, mas sim interessante. No entanto acho que vou manter me afastada desta temática por uns tempos ^^

Lia, obrigada :)

Julianna Steffens disse...

Assisti o documentário, é meio chocante..

mariana lolita disse...

este livro é o melhor livro que já li até hoje, apesar de só ter 16 anos, duvido que vá encontrar um livro que me marque tanto. estou a le-lo desde o meu 7º ano. quer dizer, já o li. e ando a le-lo vezes sem conta desde o meu 7º ano, até agr que ando no 11º. amo o livro todo, já vi o pequeno filme. é uma historia escepcional que me emociona sempre mas sempre que leio, cada página impressiona. e acho que este livro nem tem comparação à lua de joana. odeio a lua de joana , é um livro mesmo HORRIVEL! dá-me vomitos existir um livro tão mau. é claro que estou a exagerar mas é mais ou menos isso que sinto em ralção à lua de joana. nao tenho palavras para descrever o quanto adoro os filhos da droga. e amo completamente esta melodia que esta a tocar.
bem, sem mais . beijinhos!

claudia disse...

Este foi um livro que marcou a minha juventude...sem dúvida!Já vi o filme e foi dos poucos que não me deixou desiludida..mm depois de ter lido o livro!Já o li o livro 2 vezes e certeza q o irei ler mais...adoro-o!!

Palermices disse...

olá, boa tarde!partilha a nossa página, sff, para que possamos levar livros a mais pessoas.gratos, http://www.facebook.com/Aroeiralivros